23/09/2017 às 08h13min - Atualizada em 23/09/2017 às 08h13min

Quando o Rei não Sorri o Povo Chora!

Hajj Hamzah Abdullah - Hajj Hamzah Abdullah
Hajj Hamzah
Como é vã a memória do povo! Grandes conquistas exigem grandes responsabilidades! Demoramos tanto para conquistar o que possuímos, mas porque valorizamos mais as coisas depois que as perdemos? Não precisamos ser perfeitos, mas, no mínimo temos que ter gratidão e respeito para com as pessoas. Independentemente se elas comungam ou não dos nossos ideais. 
Há anos os conceitos de administração vem sofrendo mudanças. A era do Chefe está ultrapassada há décadas. Hoje vivemos a época do Líder. Sim, e o verdadeiro Líder é aquela que serve, aquele que delega, aquele que divide igual suas conquistas e derrotas. 
Nós vivemos cercados de seres ímpares e maravilhosos, mas criamos tantos obstáculos, que não conseguimos enxergar isso. Vivemos correndo atrás da felicidade e estamos tão cegos que nem conseguimos perceber que ela está bem dentro de nós. Nossa maior atitude é fazer com que os sonhos dos outros não morram jamais. Precisamos estimular às pessoas a se tornarem cada dia melhores. Na maioria das vezes isso está apenas em um sorriso sincero e naquela frase mágica “MUITO OBRIGADO POR TUDO”. Não há dinheiro no mundo que pague isso.
Péricles, (495/492 a.C. - 429 a.C.) o célebre e influente estadista, orador e estrategista (general) da Grécia Antiga, dizia: “O que você deixa para trás, não é o que é gravado em monumentos de pedra, más, o que é tecido na vida de outros”. As vezes tentamos correr atrás de grandes sonhos simplesmente para satisfazer o nosso ego, enquanto tudo poderia ser resolvido a pão e circo. Isso porque a alegria e a paz de espírito são as maiores conquistas de um povo.
E o que fazer quando o Rei deixou de sorrir? Simples, temos que alcançar alguma forma de despertar o seu sorriso, ainda que isso a princípio produza algumas lágrimas. É necessário um choque térmico. Ou você é quente ou você é frio, o morno não serve para nada. As vezes é melhor o chicote do que o estado de torpor. 
Nossa terra tem uma característica de ser alegre. Não tem como desfazer desse ideal. É assim que somos. Acostumados ao trabalho duro, às mentiras, a carência de lazer, mobilidade, transporte, mas não passa pelas nossas mentes deixar de sorrir, de abraçar nossos pares, visitá-los, entendê-los e dividirmos os melhores e piores momentos. 
O ano de 2018 será um ano político. Vamos eleger Presidente da República, Senadores, Governadores, Deputados Federais e Estaduais. Faltam apenas três meses para mandarmos o 2017 embora para sempre, mas temos que mudar de atitude. Temos todas as armas nas mãos. Não podemos repetir os erros do passado ou corremos o risco de colhermos os mesmos resultados. Precisamos mobilizar as pessoas pensantes do nosso município e criar um despertar! O Rei precisa voltar a sorrir! Essa é a alegria do Povo.
A paz esteja convosco.
Link
Relacionadas »
Comentários »
Contato pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco.