23/05/2019 às 14h45min - Atualizada em 23/05/2019 às 14h45min

DUPLO HOMICÍDIO EM CALDAS NOVAS JOVEM CASAL É EXECUTADO COM VÁRIOS TIROS

Informações das Polícias Militar e Civil e do repórter Alan Cássio de Caldas Novas
Reprodução

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, close-up

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, close-up

      
A imagem pode conter: 1 pessoa, selfie e close-up

A imagem pode conter: 1 pessoa, selfie e close-up


Estamos na 21ª semana de 2019, e em Caldas Novas já foram registrados 25 homicídios neste ano. Isso dá uma média de mais de um homicídio por semana, ou um homicídio a cada menos de 6 dias.

No início da madrugada desta quinta-feira, 23 de maio, um jovem casal foi morto a tiros dentro de uma casa no setor Portal das Águas Quentes 1, na cidade da família.

A Polícia Militar apurou que os criminosos arrombaram o portão e duas portas da casa, adentraram ao recinto e atiraram várias vezes contra os dois jovens.

O homem e a mulher estavam deitados em um colchão, no chão de um dos quartos da casa e foi lá que foram alvejados por vários disparos de arma de fogo.

A Polícia Militar também apurou que havia na casa uma terceira pessoa, mas que não foi alvo do ataque. Foi essa pessoa quem pediu ajuda aos vizinhos, após o crime.

As primeiras informações são de que a mulher teria 23 anos e o rapaz, 16 anos.

Após o crime eles foram encontrados no colchão onde sempre dormiam, atingidos na cabeça e no peito por vários disparos.

A moça é Gessyca Rafaela, que morreu no local. Ela apresenta perfurações de disparo de arma de fogo na cabeça e no ombro.

O rapaz é Murilo Henrique de Souza Dias, que foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital. Ele apresenta várias perfurações de tiros pelo corpo.

O repórter Alan Cássio, da cidade de Caldas Novas informou que o rapaz, mesmo tendo apenas 16 anos, já tinha diversas passagens pela Polícia.

Há a suspeita de que ele pudesse fazer parte de uma quadrilha especializada em explosões de caixas eletrônicos. Murilo e outros homens teriam explodido caixas eletrônicos em duas agências bancárias de Caldas Novas nos meses passados e no início desta semana ele chegou a ser apreendido em cumprimento de mandado de busca e apreensão pelo seu suposto envolvimento nas explosões dos caixas eletrônicos de uma agência bancária no final do ano passado. A Polícia investiga se ele foi morto numa espécie de “queima de arquivo”.

A jovem Gessyca Rafaela, de 23 anos, não tinha passagens pela Polícia. Ela é natural de Rio Quente, e segundo apuramos, deixou três filhos com idades entre 2 e 8 anos.

A Polícia Militar foi ao local assim que foi informada do duplo homicídio, fez patrulhamento pelas imediações, mas ainda não há informações sobre suspeitos e ninguém foi preso.

A Polícia Civil também foi ao local do fato. Profissionais da Polícia Técnico Científica estiveram na casa, onde colheram dados e informações para a confecção de Laudo. Na sequência, os técnicos do IML fizeram a remoção do corpo da jovem mulher.

A Polícia Civil abriu inquérito policial para investigar o caso.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco.