MENU

19/07/2019 às 07h51min - Atualizada em 19/07/2019 às 07h51min

Uso de simuladores de direção para tirar CNH em Goiás passa a ser facultativo

Dia Online
Reprodução
imagem

imagem

A partir desta sexta-feira (19/7), o uso de simuladores de direção, para quem vai tirar Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em Goiás, passa a ser facultativo. O comunicado foi feito por meio da conta oficial do governador Ronaldo Caiado (DEM) no Twitter. O gestor estadual enfatizou que o novo motorista economizará cerca de R$ 300 no processo.

“Goiás mais uma vez sai na frente! Nos antecipamos a uma decisão do Contran e, a partir de amanhã, o uso de simuladores de direção passa a ser facultativo para quem está tirando sua CNH aqui no nosso Estado. Isso representa uma economia de cerca de 300 reais para cada cidadão!”, escreveu Caiado.

 
 

Goiás mais uma vez sai na frente! Nos antecipamos a uma decisão do Contran e, a partir de amanhã, o uso de simuladores de direção passa a ser facultativo para quem está tirando sua CNH aqui no nosso Estado. Isso representa uma economia de cerca de 300 reais para cada cidadão!

 

 

Contran acaba com obrigatoriedade do uso de simuladores de direção para tirar CNH

Em junho deste ano, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu acabar com a obrigatoriedade do uso de simuladores de direção na formação de novos motoristas; dessa forma o uso do aparelho passou a ser opcional. O uso dos simuladores se tornou obrigatório em janeiro do ano passado.

A mudança começa a valer em 90 dias em todo o país, mas Goiás antecipou a chegada das novas regras. Com fim da obrigatoriedade, o tempo das aulas do novo condutor precisa cumprir para retirar o documento passa de 25 para 20 horas. Caso ele opte pelo uso do simulador, serão feitas 15 horas de aulas práticas e 5 horas no equipamento.

Novidade para retirar CNH em Goiás

governador Caiado (DEM) apresentou no último dia 4, no Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO), o programa CNH Social, que garante a gratuidade do documento a estudantes que fizeram e concluíram o ensino médio em escolas públicas, pessoas de baixa renda e trabalhadores rurais.

Caiado comentou, também no Twitter, que a carteira de motorista é instrumento de trabalho para muitas pessoas, então a ideia é facilitar o acesso ao documento. “A carteira de motorista deixará de ser um privilégio de quem pode pagar pelos altos custos do documento e terá acesso democrático!”, declarou o governador.

O programa CNH Social será dividido em três categorias: estudantil, urbana e rural. Veja abaixo os critérios para obtenção de cada uma:

CNH social estudantil

  • Ter idade entre 18 e 21 anos;
  • Ter cursado e concluído os três anos do ensino médio em escola da rede pública;
  • Ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem);
  • As vagas serão atribuídas de acordo com a nota obtida no Enem.

CNH social urbana

  • Ter acima de 21 anos de idade;
  • Ter cursado o ensino fundamental;
  • Possuir renda familiar que não ultrapasse dois salários mínimos;
  • Estar inscrito em programas públicos e oficiais de transferência de renda.

CNH social rural

  • Ter acima de 21 anos de idade;
  • Ter cursado o ensino fundamental;
  • Ter domicílio em área rural de municípios do Estado de Goiás;
  • Ter declaração de Aptidão do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF).

Durante a solenidade, ofício do projeto de lei foi assinado e será encaminhado à Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) para apreciação e votação.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco.