04/07/2023 às 22h11min - Atualizada em 06/07/2023 às 00h00min

O Instituto PróVítima e a Organização de Resgate aos Refugiados Afegãos se reúnem para traçar estratégias de educação e empregabilidade aos refugiados.

O Instituto PróVítima e a Organização de Resgate aos Refugiados Afegãos

SALA DA NOTÍCIA Associação dos Delegados de Polícia do Brasil
https://provitima.org/noticias/
reprodução

O Instituto PróVítima e a Organização de Resgate aos Refugiados Afegãos se reuniram para traçar estratégias de educação e empregabilidade nesta terça-feira dia 04/07, na sede do Instituto Próvítima, em São Paulo.

O Instituto Pró Vítima representado pela sua Presidente Celeste Leite dos Santos e sua embaixadora a Delegada de Polícia  Raquel Gallinati, diretora da Associação dos Delegados de Polícia do Brasil se reuniu com a Organização de Resgate aos Refugiados Afegãos  para traçar estratégias de educação e empregabilidade.

O Brasil é um dos únicos países do mundo que conferem visto aos refugiados afegãos. Como não existe embaixada no Afeganistão que ateste a veracidade de seus documentos escolares, atualmente estes possuem grande dificuldade em ingressar no mercado de trabalho e dar continuidade aos estudos. As entidades discutiram proposta de parceria para o enfrentamento conjunto da questão a fim de possibilitar a plena integração social dos refugiados. Outra temática discutida foi a questão do direito das mulheres, pois estas tem seus direitos limitados no país de origem, o que causou prejuízo educacional que precisa ser recuperado.

O Presidente da ONG Shabir Ahmad Niazi mostrou grande preocupação com o reconhecimento de direitos da população afegã, especialmente das mulheres. Comentou: “Não viemos ao Brasil apenas para receber alimentação e ter um local para dormir. Queremos continuar aprimorando nossa educação e fazer do Brasil o nosso lar”. Também participou da reunião a secretária geral da ONG Shogofa Farahmand.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Corumbaíba Notícias  Publicidade 1200x90
Contato pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco.