16/08/2018 às 23h14min - Atualizada em 16/08/2018 às 23h14min

Ônibus Rosa: aprovada criação de frota para mulheres em Goiânia

diaonline
Foto Reprodução

Os vereadores de Goiânia aprovaram nesta quarta-feira (15/8) o projeto “Ônibus Rosa”, que visa criar uma frota especial para mulheres que utilizam o transporte público na Capital. O projeto já tramitava a quase dois anos na Câmara Municipal de Goiânia.

A ideia da criação dessa frota para mulheres é coibir o assédio, tanto moral como sexual, contra mulheres dentro do transporte coletivo de Goiânia. De acordo com o vereador Fábio Zander (Patriota), autor do projeto, os índices oficiais apontam que 39% das usuárias registram reclamações em relação a essas práticas, sem contar as vítimas que não relatam os casos de assédio.

“Com esse projeto nós entendemos que vai atender essa demanda. Esses ônibus precisarão ter uma identificação, mostrando ser exclusivo para mulheres, bem como alguma pintura na cor rosa”, explica Zander.

O projeto foi aprovado em segunda votação e agora segue para a sanção ou veto do prefeito Iris Rezende (MDB). O autor do projeto já classifica esse momento como “uma vitória”.

Esse modelo de transporte já foi implementado em outras capitais brasileiras como São Paulo e Rio de Janeiro. Fora do país, o projeto funciona em Madri e Roma.

Funcionamento da frota “Ônibus Rosa”

Ainda de acordo com o Zander, 30% da frota do transporte público da Capital, nos horários de maior movimento, deverá ser exclusiva às linhas do “Ônibus Rosa” para mulheres.

De acordo com informações da Câmara Muncipal de Goiânia, “o projeto estabelece que a porcentagem e horários de veículos para a referida linha serão estabelecidos pela Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos da Região Metropolitana de Goiânia (CDTC -RMTC), não  podendo ser inferior a 30% do totalidade da frota.”

Conforme a proposta, o serviço funcionará de segunda a sexta-feira, nos horários de pico: entre 5h e 8h; 11h e 14h e entre às 17h e 20h.

Segundo as normas estabelecidas pelo projeto, é proibida a circulação dos “Ônibus Rosa” com passageiros do sexo masculino, com exceção de crianças de até 14 anos, acompanhadas de um responsável, além dos motoristas serem, obrigatoriamente, do sexo feminino.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco.