06/12/2021 às 14h35min - Atualizada em 06/12/2021 às 18h00min

Competindo em casa, curitibano Pedro Aizza conquista a tríplice coroa na GT Sprint Race

Piloto de 16 anos, o mais jovem do grid, já havia garantido o título da Special Edition, e faturou neste domingo (5) mais dois troféus de sua categoria, a PROAM, o Brasil e o Overall

SALA DA NOTÍCIA Gustavo Coelho
Rodrigo Guimarães
O fim de semana reservou fortes emoções para o piloto Pedro Aizza (Promax Bardahl/GM Motorsport/Acesso Peças). Ao final da nona e última etapa da GT Sprint Race, em Curitiba (PR), o paranaense de 16 anos - o mais jovem do grid - viveu momentos de apreensão após a quebra de seu carro na penúltima volta da corrida decisiva, até ser avisado pelos organizadores que era o campeão das duas disputas da PROAM em jogo, a Brasil e Overall, após ter conquistado também a Special Edition.

"Nossa categoria foi muito disputada, por isso foi difícil demais conquistar esse campeonato. No fim, venci o troféu Brasil por apenas um ponto, que era o troféu que estava mais concorrido, além de ter ganhado também o Overall. Vim de uma sequência de corridas complicadas, o que fez com que meus adversários se aproximassem e crescessem nessa reta final. Tive que me impor dentro da pista, porque eles eram realmente rápidos, principalmente o Rafael Dias", avaliou Aizza. 

Na tabela de classificação do troféu Brasil, Pedro Aizza somou 229 pontos, contra 228 de Rafael Dias e 226 de Francesco Franciosi, na soma de seis etapas, levando em consideração os pontos descartados. Já no troféu Overall, a vantagem foi mais confortável. O piloto Promax Bardahl somou 416 pontos, ficando à frente de Francesco Franciosi, 375, e Rafael Dias, 350.

"Sabia que precisava ficar na frente do Rafael Dias na corrida decisiva, para garantir o título sem me preocupar em fazer cálculos após a prova. Fato é que foi muito disputado. Até a volta em que meu carro quebrou, eu estava bem na pista e na frente do Rafael. No fim, considerando os três troféus, foi uma temporada perfeita, ganhando todos os campeonatos em disputa da PROAM. Essa estreia na GT Sprint Race me dá mais confiança para as próximas categorias que eu vier encarar no futuro. Me sinto realizado", completou o dono do GTSR #35.

A etapa decisiva - Pedro Aizza começou a etapa realizada no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), com a quarta colocação geral na tomada de tempo, enquanto Rafael Dias, seu principal concorrente, fez a pole position. Na corrida 1, chegou a ocupar a primeira posição, porém foi penalizado com a passagem no drive through por não ter posicionado corretamente seu carro na hora da largada. Assim, terminou em nono lugar no geral e em quarto na sua categoria, enquanto Dias foi o segundo e conseguiu diminuir outra vez a diferença. Na corrida final, Aizza era o terceiro da PROAM até a penúltima volta, quando sofreu uma quebra no seu carro. Com Pedro Aizza em quinto e Rafael Dias em terceiro, a diferença ficou em apenas um ponto na classificação Brasil.

A tríplice coroa - Em outubro Pedro Aizza já havia faturado o título do minitorneio Special Edition, que somou os pontos de três das nove etapas do evento: Goiânia, Tarumã e Juiz de Fora. Na classificação final da disputa, Aizza conquistou 187 pontos, contra 149 de Francesco Franciosi e 122 de Rafael Dias/Marcus Índio, garantido na ocasião o primeiro dos três troféus da PROAM na edição de 2021 da GT Sprint Race.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco.