05/02/2021 às 16h28min - Atualizada em 06/02/2021 às 12h12min

Com crescimento do agronegócio, gestão financeira se torna ferramenta para ampliação dos negócios

De acordo com especialista, o agricultor está cada vez mais qualificado e organizado financeiramente, na busca da ampliação de seus negócios

DINO
http://linkedin.com/in/lucas-ferreira-3b302186


Atualmente o agronegócio é um dos setores que mais crescem no Brasil, sendo responsável por 25% do Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). E conforme estimativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, para 2021, o crescimento deve ser de 3% no PIB Agro e 4,2% de Valor Bruto da Produção.

O agronegócio está cada dia mais profissionalizado e pautado na excelência de produção, e entender melhor sobre os caminhos que devem ser tomados para uma melhor gestão do negócio se faz necessário com o passar dos anos, segundo Lucas de Souza Ferreira, bacharel em agronegócio. Ele informa que hoje em dia os grandes produtores rurais não estão com a mesma visão de 10 anos atrás, em que o trabalho era voltado ao campo e pouco ao lado gerencial financeiro.

Lucas Ferreira lembra que uma propriedade rural é uma empresa, e como qualquer empresa, é preciso de uma organização financeira que controle o orçamento e o fluxo de caixa. “Nos dias atuais enxerga-se uma grande movimentação para a profissionalização gerencial, os grandes produtores estão sim focados no campo, porém com mais eficácia de custo, viabilização de ferramentas, parcerias, exportações e qualidade do produto final. Nota-se que os produtores que estão aplicando essa gestão estão tendo melhores resultados. A questão é como um produtor pode fazer tudo isso, ou seja, ser a parte gerencial, operacional e comercial, visto que fazendas são grandes empresas familiares no Brasil”, explica Ferreira, com mestrado em Administração de Empresas com ênfase em Concentração Contábil.

O profissional em agronegócio, com curso de Gestão da Cadeia de Abastecimento, alerta que grande parte dos produtores ainda não encara sua propriedade como uma empresa e acaba misturando as finanças do negócio com as contas pessoais. Além de não saber administrar o grande volume e a complexidade dos impostos que incidem no setor. Nesse sentido, ele esclarece que a melhor maneira de aprender a lidar com o orçamento é com o auxílio de uma consultoria financeira para administrar as finanças e otimizar os ganhos. Na qual se faz uma análise e um diagnóstico do que se precisa para montar um planejamento estratégico orçamentário com o objetivo de estabelecer um bom controle de fluxo de caixa. Essa consultoria financeira pode ser de dois tipos: uma na área empresarial, com foco na empresa, e outra pessoal, com foco nas finanças do cliente.

“É importante salientar que os grandes centros urbanos estão trabalhando na qualificação de profissionais voltados a esse novo mundo corporativo. Infere-se a importância de uma consultoria financeira para o agronegócio, pois, um profissional com experiência em outras empresas do agro pode auxiliar na otimização de custos e melhorar o desempenho da atividade rural. Visto que o profissional pode auxiliar em vários fatores como: network, comercial, gerenciamento entre outros importantes para o andamento financeiro. O produtor quando contrata uma consultoria financeira está autorizando um profissional que é voltado à área a aplicar ferramentas eficazes para o melhor desempenho econômico. Assim o mesmo pode focar suas energias para a parte operacional e comercial”, explana Lucas, com vasta experiência em estudo de comércio internacional com foco em café.

Para Ferreira, que tem forte atuação na área financeira, em bancos de investimento e em análise da viabilidade econômica, o setor da agronomia tomou proporções sensacionais, em que o agricultor está cada vez mais informado e digitalizado, procurando se qualificar mais para ampliar seus negócios. A estimativa do Ministério da Agricultura, para 2021, é de que as remessas de produtos e mercadorias para outros países rendam US$ 73 bilhões para o setor agrônomo. “Uma boa gestão financeira possibilita ao agricultor compreender no que, onde e como está investindo seus recursos. O retorno é cada vez mais proveitoso, uma estrutura financeira organizada impacta tanto no lucro da sua propriedade como na do país”, conclui Lucas de Souza Ferreira, que também possui habilidade profissional em analise analítica, liderança, comunicação com agentes internos e externos e conhecimento financeiro. 



Website: http://linkedin.com/in/lucas-ferreira-3b302186
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco.