MENU

17/12/2020 às 17h56min - Atualizada em 17/12/2020 às 17h56min

Suspeitos de pedofilia são presos em Corumbaíba

Polícia CivilCaldas Novas
Reprodução
A imagem pode conter: carro e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: carro e atividades ao ar livre

Policia Civil de Caldas Novas e de Corumbaíba prendem dois homens em Corumbaíba que fez um Facebook Falso e Pedia fotos intimas de um adolescente da cidade e ameaçava sua família se ele nao enviasse os dois eram conhecidos da familia os indivíduos foram encaminhados para o presídio de Caldas Novas e pode pegar 5 anos de prisão.
Policiais Civis lotados na Delegacia de Polícia de Caldas Novas em apoio à Delegacia de Corumbaíba, realizaram na tarde de quarta-feira 16, uma ação conjunta que cominou na prisão de dois indivíduos na cidade Corumbaíba.
As investigações se iniciaram há cerca de 60 dias e apurava a prática de crime de pedofilia onde dois indivíduos, utilizando-se de perfil fake na internet, exigiam fotos e vídeos de cunho pornográfico de um adolescente.
Após a mãe do adolescente desconfiar da atitude do filho em casa e constatar indícios de que estava sendo vítima de um crime procurou a Delegacia de Polícia, oportunidade que autoridade policial iniciou as investigações com o fim de apurar a real autoria dos criminosos.
Apurou-se no decorrer das diligências que os suspeitos eram conhecidos da família, no entanto, eles criaram perfis falsos na internet e passaram a conversas com o adolescente.
Todavia, cientes de sua rotina e de sua vulnerabilidade, os investigados passaram a exigir do adolescente, através do perfil fake, fotos e vídeos pornográficos, sob pena de ameaça contra seus pais.
Diante das fundadas suspeitas, haja vista a descoberta durante as investigações de suas reais identidades, a Polícia Civil representou ao Poder judiciário pelas medidas cautelares em face dos investigados onde, após parecer favorável do Ministério Público, a justiça decretou as prisões preventivas dos suspeitos e expediu os mandados de buscas em suas residência que foram cumpridos na tarde de ontem 16/12, onde foram apreendidos seus aparelhos celulares que armazenavam o material ilícito.
Os aparelhos apreendidos serão encaminhados ao Instituto de Criminalística para exame pericial.
Em seus interrogatórios, os investigados confessaram suas participações no crime e em seguida foram recolhidos ao Presídio de Caldas Novas e se condenados a pena chegará a 5 anos de prisão.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco.