21/07/2020 às 11h23min - Atualizada em 21/07/2020 às 11h23min

Em 18 meses, 81 toneladas de drogas são apreendidas, em Goiás

O número é o resultado da soma das apreensões de todo o ano de 2019 e dos seis primeiros meses de 2020.

COD/Goiás
Reprodução

De acordo com dados apresentados pelo Governo de Goiás, em 18 meses, 81 toneladas de drogas foram apreendidas, uma média de apreensão de 150 quilos de drogas por dia.

O número é o resultado da soma das apreensões de todo o ano de 2019 e dos seis primeiros meses de 2020. No primeiro semestre deste ano, as forças policiais apreenderam mais de 24 toneladas de entorpecentes, o que, somados às 57 toneladas de 2019, dá um total de 81 toneladas de drogas retiradas de circulação em Goiás.

O Delegado titular da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), da Polícia Civil de Goiás (PCGO), Fernando Augusto Lima Gama ressalta que a integração entre as forças policiais e a busca incessante pelos grupos criminosos são dois fatores que contribuíram com o crescimento das apreensões. “Temos trabalhado juntos de forma contínua e buscando não só realizar as operações que prendem as pessoas que transportam as drogas, como também identificar o comando desses grupos, o que acaba demandando um serviço de inteligência mais elaborado”, afirmou.

As ações que resultaram na apreensão de 81 toneladas de drogas, em Goiás

Entre as ações realizadas no primeiro semestre de 2020, está a apreensão de uma tonelada e 300 quilos de maconha na Região Sudoeste do Estado, próximo ao município de Quirinópolis. Outro exemplo foi uma operação de março, quando cerca de meia tonelada de maconha foi apreendida no bairro Parque Paineira, região Oeste Goiânia. Além da grande quantidade de maconha, os policiais localizaram uma arma de fogo com três carregadores completamente cheios, 117 munições, acessórios de armas, balanças de precisão, máquina de contar dinheiro e até um colete balístico.

Já em abril, outro caso de grande apreensão foi destaque, onde dois homens foram presos em flagrante, no Parque Santa Rita, região Oeste de Goiânia, com uma tonelada de maconha. De acordo com investigações, a droga, avaliada em R$ 2 milhões, foi adquirida no Paraguai e seria comercializada em Goiás. Ainda em abril, um dia depois e em duas ações distintas, foram apreendidas mais duas toneladas de maconha.

Operação deflagrada em 2019

Em 2019, foi deflagrada a Operação Ícarus, uma das mais relevantes, onde foi desarticulada uma organização criminosa voltada ao tráfico internacional de drogas e lavagem de capitais.

Os ilícitos eram escondidos em granito, mármore e também em cargas de gêneros alimentícios. No caso de cargas menores, a organização também se utilizava de “mulas” que levavam o entorpecente em bagagens de voos regulares para a Europa. Parte da quadrilha era especializada na lavagem do dinheiro oriundo da atividade criminosa, utilizando empresas para dar aparência de legalidade ao dinheiro obtido com o crime.

Já os membros da organização, comandada por um holandês radicado no Brasil, viviam uma vida de luxo, ostentando viagens para Dubai, Ilhas Maldivas, passeando em carros de luxo, vivendo em condomínios fechados. No final, foram apreendidos dois jatos de propriedade dos chefes da organização e um helicóptero utilizado com frequência e também de propriedade dos chefes.

Ao todo, foram cumpridos 20 mandados de busca e apreensão. Seis pessoas foram presas nos Estados de Goiás, São Paulo e Pará. Foram apreendidos 11 veículos – cinco em São Paulo, cinco em Goiânia e um no Pará.

A polícia também apreendeu R$ 571 mil, dentre os quais 77 mil dólares, dois jatos executivos e um helicóptero, além de um jetski.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco.