24/04/2017 às 22h20min - Atualizada em 24/04/2017 às 22h20min

Governador anuncia concurso para 1000 vagas na Educação e mais reajuste de salários

Governo de Goiás

O governador Marconi Perillo (PSDB) anunciou nesta segunda-feira (24) um concurso público para contratação de 1 mil profissionais para a Educação de Goiás. Do total 900 vagas serão para professores e 100 para servidores técnico-administrativos.

Marconi ressaltou que a decisão foi tomada após muito diálogo com os servidores e que está dentro do orçamento do Estado. “Essa, certamente, é uma conquista e estamos fazendo com pé no chão, depois de muita discussão e fundamentalmente muito diálogo. Acho que essa é uma conquista de todos nós”, afirmou.

Segundo a secretária de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), Raquel Teixeira, a equipe econômica do Estado fez todos os esforços para viabilizar os recursos que vão custear a contratação dos profissionais e demais benefícios anunciados.
 

O governador Marconi Perillo (PSDB) anunciou nesta segunda-feira (24) um reajuste salarial para os servidores da Educação de Goiás, um concurso público para contratação de 1000 profissionais, sendo 900 professores e uma série de benefícios.  

De acordo com o governador será criado um vale-alimentação de R$ 500 mensais e os aumentos salariais serão de 7,64% para todos os professores efetivos; 21% para técnico-administrativos; e 34% para temporários.

Além disso, os recursos destinados à aquisição de merenda escolar, concessão da Gratificação por Dedicação em Período Integral (GDPI) para professores de escolas integrais terão aumento de 20%; e o valor do Pro Escola, que custeia reformas e reparos emergenciais nas unidades de ensino, terá acréscimo de 58%.

Marconi ressaltou que a decisão foi tomada após muito diálogo com os servidores e que está dentro do orçamento do Estado. “Essa, certamente, é uma conquista e estamos fazendo com pé no chão, depois de muita discussão e fundamentalmente muito diálogo. Acho que essa é uma conquista de todos nós”, afirmou.

Durante o anúncio, o governador também informou que foi atendida outra reivindicação dos servidores da Educação, o fim do chamado quadro docente transitório, com a inclusão de todos os professores que estavam nessa faixa no quadro P3 – professores com ensino superior.

“É um momento histórico para a educação de Goiás, resultado dos esforços que fizemos para manter as obrigações do Estado em dia durante a crise econômica nacional, e a reafirmação de nosso compromisso com a educação pública estadual”, destacou o governador. 

“Reafirmamos nossa gratidão ao governador, ao vice-governador, à equipe econômica do governo e ao Sintego, que tem sido parceiro, à equipe técnica da Educação. Este Estado tem na educação pública a máxima prioridade”, afirmou a secretária.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado de Goiás (Sintego), Bia de Lima, destacou que as medidas fazem parte de um momento histórico e demonstrou gratidão ao governador.

“Reconhecemos que o momento é de dificuldade, mas estamos aqui para agradecer a decisão de conceder os benefícios. Isso representa o empenho para fazer uma educação pública melhor em Goiás”, disse.

Ainda não há informações sobre quando será lançado edital do concurso. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Contato pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco.