12/06/2017 às 02h38min - Atualizada em 12/06/2017 às 02h38min

Lei seletiva.

Charles Rezende
Lei seletiva.
O Brasil provou mais uma vez que bandido aqui tem diferença "sim senhor"! Enquanto alguns são trancafiados anos à fio com bandidos de alta periculosidade por roubar uma caixa de leite, outros, que roubaram milhões dos cofres públicos, conseguem até presídios personalizados.
Somos ladrões por genética, cultura, tradição e vingança.Todo Brasileiro sente que foi roubado por alguém. À começar por Portugal e Inglaterra, levando nosso ouro,diamantes e pau-brasil à republica que não soube integrar os nossos pais negros à sociedade trabalhadora e acedente na economia. O roubo não é coisas de 20017. Sabe qual a maior semelhança entre a odebrecht e a friboi? ambas deram sua guinada financeira na construção de Brasília. Já estavam lá, prestando seus serviços.
Não se elimina um mal tão profundo do dia para a noite. As soluções são complexas e de longo prazo. Mas não podemos esperar tanto. Enquanto especialistas reveem nossa educação e sistema político, medidas paliativas devem ser tomadas. Não rir do filho que consegue um lanche na escola sem pagar, e acabar com o foro privilegiado de políticos, já seria um grande passo e um enorme alívio à nação.
Não adianta. A mudança começa em nós, em nossas casas. Educando nossos filhos e votando com sinceridade. Se livrando da maldição hereditária do voto de cabresto no coronel que só te da o segundo "pé" da bota depois de confirir que votou nele.
Mas sinto que o momento é de esperança; ramos de justiça parecem brotar dentre fendas abertas no meio de toda essa corrupção de concreto; rasgadas por unhas de gente agredida e humilhada por um pedaço de pão - e vou preparar os meus filhos para esse dia.
 
Sola Gratia.
Link
Relacionadas »
Comentários »
Contato pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco.